Quem somos


17 comentários:

  1. "Solidários"
    Sou a favor dos Médicos Cubanos trabalharem no Brasil, mas não posso assinar este Manifesto porque quem coordena essa "questão humanitária" é produzida pela Avaaz - que utiliza estes expedientes de comoção da população, para interesses financeiros de grande interessa aos Métodos aplicados com insistência, no mundo inteiro. para controlar uma nação e depois agir com sua falsa política de interesse popular, muito ao contrário, serve com fifdelidade e ainda arrecada milhões para os cobres do multimilionário George Soros - o maior e mais terrível grupo desorganizador da economia mundial....https://secure.avaaz.org/po/petition/Senado_Federal_do_Brasil_, que pertence ao Grupo de George Soros utiliza este expediente para interesses pessoais e não a favor as causas que insistem afirmar. Pesquise sobre a AVAAZ e terá confirmação do que afirmo aqui.
    Cordialmente, AdeirT.Reis

    ResponderExcluir
  2. Bom saber... já desconfiava mesmo dos filtantrópicos: Avaaz e Greenpeace.

    Vamos fortalecer nossos grupos das causas populares de abertura de petições... pode informar grupos idôneos do Brasil?

    Abraço,
    Beth Andrade
    Editora Colaborativa e Jornalista Ativista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ME AJUDEM POR FAVOR E DEVULGUEM ESTE MEU E-MAIL

      Maria Varona
      Solicitação de ajuda urgente.

      Sou uma médica Cubana,casada com brasileiro,com visto permanente quase passando fome total,somos três,eu,marido e filho de 05 anos de idade.Por causa de duas(02)contas de telefones que não chegam a C$200.00(duzentos reais que não estou conseguindo paga las,meu telefone só estar recebendo ligações e na próxima terça feira será cortado totalmente(21-2416-9705)a linha estar no meu nome é só conferirem dou esta liberdade,não tenho nem dinheiro de passagens para sair e tentar conseguir um trabalho ou até mesmo ir em algum lugar pedir ajudas,estou desesperada porque o Único meio que tenho de me comunicar é tendo internet.Por favor Alguém me ajudem!!!
      Nunca fiquei desempregada como médica durante 27 anos de trabalho.

      Me chamo,Maria de Los Angeles Varona Pomayo de Jesus,idade 52 anos.
      Sou médica especializada a mais de 27 anos,com experiências em vários países incluindo aqui no Brasil onde trabalhei por três anos e passei a ficar desempregada desde 2017 sem merecer.E com visto PERMANENTE.
      Sou formada em Cuba e vim para o Brasil no programa mais médicos,sou casada com um brasileiro que também estar desempregado,temos uma criança de 05 anos para criar,estamos precisando urgente que alguém nos ajudem,desejo voltar a trabalhar como médica,já fiz vários pedidos e até agora não apareceu ninguém para me ajudar,por favor,pelo amor de Deus,estamos vivendo em condições de miséria para ser bem clara.Até comida estar nos faltando(alimentos)
      Meu telefone só recebe chamada porque estar parcialmente cortado por falta de pagamento de duas contas(21-24169705)e o celular é :21-9893-55109
      .Res.Rua Soldado Elias de Souza 150-Paciência-RJ.CEP:23.066.010
      Por favor me enviem uma resposta ou me liguem.
      Grato.
      Maria de Los Angeles Varona Pomayo de Jesus

      Excluir
    2. Pelo que entendi você foi desligada do programa Mais Médicos (o contrato terminou e não foi renovado) e você não consegue emprego como médica no Brasil?
      Lamentamos toda essa situação.
      Qual seu email?

      Excluir
  3. Respostas
    1. Abaixo os contatos:

      Site: http://josemarti.org.br/

      Facebook: https://www.facebook.com/AssociacaoCulturalJoseMartiRS/

      Ou então procure por Ricardo Haesbaert ou Vânia Mattos Barbosa.

      Excluir
  4. Olá, bom dia!
    Eu gostaria de saber se em 2017 será realizada as brigadas de solidariedade e como fazer pra participar, sou do RS.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será sim. Temos a Brigada Primeiro de Maio sendo organizada:
      Veja todas as informações aqui: https://convencao2009.blogspot.com.br/2017/02/vamos-pra-cuba-vem-ai-brigada.html

      No Rio Grande do Sul procure a Associação Cultural José Martí.

      Excluir
  5. Oi, não sou filiada ainda, e vi pela primeira vez a propaganda "Brigada pelos caminhos de Che Guevara", esse ano não posso, mas tem outro ano que vem? Preciso saber pra me preparar, acho que será minha primeira viagem internacional!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é segunda edição da Brigada Caminhos do Che, a primeira foi em 2012. Mas é possível que tenha mais alguma daqui alguns anos.
      Mas se você tem desejo de visitar Cuba, todo ano tem duas brigadas para Cuba saindo do Brasil. Interessa?
      Tem a de janeiro e do mês de maio. Vc mora onde?

      Excluir
    2. GOSTARIA MUITO DE ME MANTER INFORMADA SOBRE A PROGRAMAÇÃO DE VOCÊS. SOU DO RJ MAIS HOJE EU RESIDO NO PA/iTAITUBA-ÂMAZONIA SOU RECÉM FORMADA EM SERVIÇO SOCIAL E GOSTARIA MUITO DE ESTAR AMPLIANDO MAIS OS MEUS ORIZONTES.
      Desejo participar da brigada. A quem devo me dirigir no PA,DESDE JA MUITO GRATA.

      Excluir
    3. Oi Nati, em Manaus tem um Consulado (não sei se é próximo de vc: https://www.facebook.com/Consulado-General-de-Cuba-en-Manaus-682151871881555/). Se for no Pará tem o pessoal do PSOL que organizava o movimento de solidariedade a Cuba no estado.

      Excluir
  6. Gostaria de ir à Brigada deste ano. Como faço para participar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, vc deve procurar o pessoal do Movimento de Solidariedade a Cuba na sua cidade ou estado, no caso da XXV Brigada Sul-americana [2018] eles estão fazendo a seleção junto ao ICAP até 22 de dezembro.
      Você mora onde?

      Excluir
  7. Gostaria de ir à Brigada deste ano. Como faço para participar?

    ResponderExcluir
  8. Moro na cidade de Americana, sou escritorae desejo participar da brigada. A quem devo me dirigir em SP? Participei ods cursos da Fpa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela, Movimento Paulista de Solidariedade a Cuba
      Entre em contato com eles no Facebook: https://www.facebook.com/MPSC-Movimento-Paulista-de-Solidariedade-a-Cuba-170012089712890/

      Excluir